O que é a Clarinada da Noiva?

Está aí uma coisa que todos sabem, mesmo que não se deem conta, a Clarinada da Noiva. Tradicionalíssima, a Clarinada anuncia a chegada da pessoa mais importante em uma celebração de casamento, a noiva, claro. Escrevendo este artigo, é impossível não ter o som exato em minha mente enquanto o redijo, da mesma maneira, acredito que a mesma sensação deve acontecer com você. Mas o que é exatamente e como surgiu a Clarinada da Noiva? E por que se tornou tão essencial nos casamentos?

Essas são questões que esclareceremos agora.

Clarins

História antiga

A “Fanfarra” nome dado antigamente para o toque de clarins e trompas, era feito há muito tempo nas calçadas por onde pessoas normais como eu e você passam. Com o tempo, a clarinada foi estendida também para as bandas marciais cuja função era acompanhar cortejos cívicos e o regimento da cavalaria no momento em que uma autoridade (o Papa, reis, rainhas e outros) chegasse a um determinado local.

Com o passar do tempo, a clarinada foi transportada, por gosto e opção das próprias noivas, para suas entradas nas celebrações de seus casamentos. Ou seja, se hoje a Clarinada se tornou das Noivas, foi pela força da vontade de cada uma delas, afinal, em um casamento, a vontade da noiva é a lei!

Trompetes triunfais

A Clarinada da noiva é executada pelos Trompetes triunfais, um modelo de trompete mais longo que se tornou marca registrada para a entrada de noivas e autoridades, tendo, como último toque charmoso,  uma bandeira pendurada no instrumento e que anuncia o momento mais esperado por todos, a entrada da bela noiva. Para a entrada e tocada a “Clarinada”, uma música curta com duração média de 1 minuto.

Uma fantástica característica das Clarinadas vem de sua execução, tendo na maioria das vezes 2 Trompetes triunfais (os clarins) um respondendo ao outro, deixando a celebração mais ilustre e cortês, de uma maneira requintada, elegante e única.